1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (99.899 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Tomei sibutramina amamentando e agora?

Seja durante a gravidez ou no período de amamentação, quando uma mulher tem um bebê pequeno deve tomar diversos cuidados com medicamentos. A sibutramina ajuda a emagrecer, o que pode fazer algumas consumirem após dar à luz, mas isso é contraindicado. Aqui vamos falar sobre todos os riscos dessa ação.

Conheça a sibutramina

A sibutramina é um medicamento para auxiliar na perda de peso. Pode ser encontrado em embalagens com 10 mg ou 15 mg, com as caixas contendo 10 ou 30 comprimidos.

Ela atua inibindo a recepção da serotonina e noradrenalina. Sua utilização normalmente é realizada durante o período da manhã.

O indicado é consumir por no máximo 30 dias. Antes de iniciar a utilização, é fundamental procurar um médio, pois não é indicado para todas as pessoas. O produto não deve ser ingerido por mulheres gravidas ou que estejam amamentando.

Se o objetivo é perder peso rapidamente, procure realizar algumas atividades físicas ou então mudar o cardápio. Dessa forma o bebê irá crescer saudável e a mãe também não irá sofrer com nenhum efeito colateral. Todo o cuidado é pouco nessa fase da vida.

Efeitos colaterais da sibutramina

Assim como todos os produtos químicos, a sibutramina pode causa efeitos negativos durante a sua utilização. Confira alguns dos riscos:

Hipertensão pulmonar, insônia, boca seca, dor de cabeça, taquicardia, palpitações e hipertensão, constipação, vasodilatação, anorexia, náuseas, aumento do apetite, convulsões, reações alérgicas, urticárias, alteração do paladar, dismenorreia, sinusite, infecções no ouvido, sintomas de resfriado, alteração psíquico motor, podendo causar pensamentos suicidas, esquizofrenia, entre outros. A sibutramina também pode dopar uma pessoa.

Acesse e saiba mais informações: Posso tomar Orlistat amamentando?

Sibutramina durante a amamentação

O uso desse medicamento durante a amamentação não é recomendado. Seus princípios ativos podem causar danos para a qualidade do leite.

Sibutramina durante a amamentação

Sibutramina durante a amamentação. Imagem:divulgação

A criança poderá receber diretamente toda a fórmula que compõe o medicamento. O produto age no sistema nervoso central, proporcionando a sensação de saciedade. Antes de começar sua utilização é fundamental consultar um médico.

Tomei sibutramina amamentando, o que fazer?

Quem tomou sibutramina e está amamentando deve procurar imediatamente um médico especializado na área. Mesmo se a mulher tenha concluído a amamentação, é indicado procurar um profissional para orientar sobre a utilização. Se acabou ingerindo o produto sem conhecer os riscos, o consumo deve ser parado instantemente.

Acesse e saiba mais informações: Sibutramina e gravidez

Sibutramina passa para o leite materno?

Não existem muitos estudos relacionados a isso. Mas de acordo com especialistas toda a fórmula química passa diretamente para o leite, fazendo que o bebê também possa sofrer com efeitos colaterais.

Sibutramina durante a amamentação

Sibutramina durante a amamentação. Imagem:divulgação

Isso acontece devido ao peso molecular baixo, é muito lipossolúvel e possui dois metabólitos ativos com meia-vidas prolongadas. Além disso, a utilização também é perigosa para a mãe, que estará passando por mudanças hormonais nessa época.

Acesse e saiba mais informações: Sibutramina Bula – Posologia, Contraindicações e Advertências

Sibutramina seca o leite materno?

Um dos maiores medos durante a amamentação é que o leite acabe antes do período ideal. Isso pode ser causado devido ao consumo de medicamentos não recomendados. A sibutramina não possui a capacidade de secar o leite materno, embora possa causar problemas para o bebê.

Recomendados para você:

Comente (será moderado)