1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (17.879 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Sibutramina passa a ser mais utilizada para emagrecer

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) realizou um levantamento onde foi constatado que o consumo de sibutramina não para de crescer no Brasil. A sibutramina é um medicamento usado para emagrecer, ele é proibido na Europa e nos Estados Unidos. No Brasil é liberado, porém com muitas restrições. Confira tudo sobre o medicamento.

Sibutramina (Imagem: Divulgação)

Sibutramina (Imagem: Divulgação)

Sibutramina no Brasil

A sibutramina é um medicamento controlado de tarja preta. Quem deseja perder peso com certeza já ouviu falar desse remédio. O uso é limitado por uma quantidade certa de dias e o tratamento deve durar no máximo dois meses. Além disso, caso o medicamento não faça nenhum efeito em 4 semanas o médico deve suspender imediatamente o uso da medicação. A sibutramina é bastante restrita desde o ano de 2011 devidos aos efeitos colaterais que podem ser perigosos.

Aqui no Brasil o médico só pode receitar a sibutramina, que é responsável por inibir o apetite, em casos de pacientes obesos. Tanto o médico quanto o paciente devem assinar um termo de responsabilidade para começar a usar o medicamento.

De acordo com a Anvisa, em 2011, quando o medicamento passou a ser restrito, foram vendidas 3,7 milhões de caixa, nos anos de 2012 e 2013 foram vendidas mais de 2 milhões e em 2014 esse número subiu para os 3 milhões novamente.

 (Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

Sibutramina emagrece

A sibutramina é um medicamento responsável por inibir o apetite, fazendo com que o paciente emagreça. A Anvisa acredita que o uso da sibutramina aumentou devido ao fato de que outros inibidores de apetite foram retirados do mercado, medicamentos a base de anfetaminas foram proibidos. Atualmente apenas a Sibutramina é registrada no Brasil.

Em diversos países a Sibutramina é proibida e não pode ser usada nem em casos de obesidade. O Brasil é um dos poucos lugares que ainda permite o uso da Sibutramina.

Sibutramina – restrições e efeitos colaterais

Não é todo mundo que pode tomar Sibutramina. Pacientes com arritmias, bulimia, anorexia, depressão, mulheres lactantes e mulheres grávidas, pressão alta e problemas no rim e coração não podem tomar esse medicamento. Os efeitos colaterais da Sibutramina podem ser muito perigosos. Os efeitos mais comuns são: insônia, tontura, náuseas, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações, cólicas menstruais mais fortes, boca seca, prisão de ventre, entre outros.

Imagem:Divulgação

Imagem:Divulgação

Além desses que são mais comuns, existem outros efeitos como: dores no peito, arritmia cardíaca, visão turva, edema, problemas ao urinar e alterações no humor, nesses casos o paciente deve ir ao médico imediatamente

Recomendados para você:

1 Comentário

  1. Bruno disse:

    serio nunca tinha ouvido falar ainda bem que existem pessoas que passam informação de qualidade

Comente (será moderado)