1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (145.689 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Sibutramina e Sertralina

A Sibutramina é um medicamento utilizado no tratamento da obesidade. O medicamento Sertralina é indicado para o tratamento da depressão. Utilizados ao mesmo tempo, podem causar efeitos adversos, principalmente, a depressão.

Como agem a Sibutramia e a Sertralina

A Sibutramina age no sistema nervoso central aumentando a sensação de saciedade. O medicamento é indicado, portanto, para reduzir a vontade de comer, dando uma sensação de fartura depois das refeições.

Sibutramina e Sertralina

Sibutramina e Sertralina. Imagem:divulgação

A Sertralina, no entanto, é indicada para o tratamento da depressão e diversos transtornos como, por exemplo, o transtorno obsessivo-compulsivo, transtorno do pânico, transtorno da ansiedade social, etc… Também é indicada para distimia e fobia social.

Acesse e saiba mais informações: Sibutramina e Orlistat

Utilização da Sibutramina e da Sertralina em conjunto

A utilização da Sibutramina e Sertalina podem causar alguns efeitos colaterais. Pessoas com tendência a ter depressão, não devem utilizar da Sibutramina. Como a Sertralina é indicada a pacientes com transtornos deste tipo, algumas pessoas suprimem os efeitos da Sibutramina tomando a Sertralina.

Sibutramina e Sertralina

Sibutramina e Sertralina. Imagem:divulgação

Em alguns pacientes, o resultado não é o esperado e a depressão aumenta de forma considerável. Portanto, o uso dos dois medicamentos em conjunto deve passar por uma avaliação médica.

Quais as contraindicações para a utilização da Sibutramina e Sertralina

No caso da Sibutramina, não é indicado o seu tratamento em pacientes que apresentem hipersensibilidade conhecida a esta substância ou a qualquer outro componente da fórmula; são dependentes de bebidas alcoólicas; tenham antecedentes de anorexia nervosa ou bulimia; suspeitem de gravidez; estejam amamentando; fazem uso de IMAO;

Sibutramina e da Sertralina

Sibutramina e da Sertralina. Imagem:divulgação

sejam hipertensos; tenham a obesidade ligada à existência, ou antecedentes pessoais, de doenças cardio e cerebrovasculares; tenham diabetes mellitus tipo 2, com sobrepeso ou obesidade e ligada a mais um fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Para a Sertralina, não é aconselhado o uso em pacientes com conhecida hipersensibilidade à Sertralina ou a outros componentes da fórmula. O uso concomitante de cloridrato de Sertralina em pacientes utilizando inibidores da monoaminoxidase (IMAO) também não é recomendado.

Acesse e saiba mais informações: Fluoxetina e Sibutramina juntas

Efeitos colaterais da Sibutramina e da Sertralina

Os efeitos colaterais no uso da Sibutramina são:

aumento de pressão, taquicardia, palpitações, vasodilatação, constipação, xerostomia, dor de cabeça, insônia, parestesia, lombalgia, náusea, dispepsia, sudorese, alteração do paladar, dismenorréia, alterações visuais.

Sibutramina

Sibutramina. Imagem:divulgação

No uso da Sertralina, os efeitos adversos mais comuns são:

− No Sistema Nervoso Autônomo: boca seca e aumento da sudorese.
− No Sistema Nervoso Central e Periférico: tontura e tremor.
− Gastrintestinal: diarreia/fezes amolecidas, dispepsia e náusea.
− Psiquiátrico: anorexia, insônia e sonolência.
− Reprodutivo: disfunção sexual (principalmente retardo na ejaculação).

⇒ Sempre consulte um médico especialista.

O site sibutraminabrasil.com.br é um espaço informativo de educação e divulgação sobre temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto de diagnósticos ou tratamentos, sem antes consultar um médico ou profissional de saúde habilitado.

Recomendados para você:

Comente (será moderado)