1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (8.759.001 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Sibutramina e Orlistat

A Sibutramina e Orlistat são medicamentos utilizados no tratamento da obesidade. Eles agem de maneira independente, mas podem ser associados, no intuito de intensificar o objetivo principal, ou seja, perder peso.

Como agem a Sibutramia e o Orlistat

A Sibutramina age no sistema nervoso central dificultando a receptação da serotonina e noradrenalina sem atividade de liberação, aumentando assim a sensação de saciedade.

Em suma, o medicamento é indicado para reduzir a vontade de comer, causando uma falsa sensação de “fartura” depois das refeições.

Sibutramina e Orlistat

Sibutramina e Orlistat. Imagem:divulgação

O Orlistat, por outro lado, é indicado para agir no trato gastro-intestinal e inibir parcialmente a atividade das lipases gástrica, pancreática e carboxil-ester, impedindo a absorção de aproximadamente 30% da gordura ingerida.

O Orlistat não é considerado um supressivo da fome, como a medição Sibutramina, pois atua de modo diferente, degradando a gordura no intestino e eliminando-a pelas fezes.

Acesse e saiba mais informações: Posso tomar Orlistat amamentando?

Utilização da Sibutramina e Orlistat em conjunto

Em geral, a combinação utilizada é de Sibutramina na dosagem de 10mg uma vez por dia pela manhã e orlistat 120mg três vezes por dia às refeições principais. É indicado o tratamento por até três meses, em pacientes que buscam reduzir seu peso em curto prazo.

Sibutramina e Orlistat

Sibutramina e Orlistat. Imagem:divulgação

A maioria dos pacientes conseguem obter bons resultados com a combinação da Sibutramina e Orlistat, juntamente com uma dieta adequada e exercícios físicos.

Quais as contraindicações para a utilização da Sibutramina e Orlistat

No caso da Sibutramina, não é indicado o seu tratamento em pacientes que:

-Apresentem hipersensibilidade conhecida a esta substância ou a qualquer outro componente da fórmula;

-São dependentes de bebidas alcoólicas;

-Tenham antecedentes de anorexia nervosa ou bulimia;

-Suspeitem de gravidez;

-Estejam amamentando;

-Fazem uso de IMAO;

-Sejam hipertensos;

-Tenham a obesidade ligada à existência, ou antecedentes pessoais, de doenças cardio e cerebrovasculares;

-Tenham diabetes mellitus tipo 2, com sobrepeso ou obesidade e ligada a mais um fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Sibutramina e Orlistat

Sibutramina e Orlistat. Imagem:divulgação

Para o Orlistat, os pacientes não deverão fazer seu uso se forem alérgicos a qualquer outra substância contida na cápsula. Tampouco deverão usar caso o médico tenha diagnosticado que sua ingestão de nutrientes essenciais é menor que a necessária, decorrentes de esprú (diarréia) tropical e de esteatorreia idiopática.

Acesse e saiba mais informações: Sibutramina termo de uso, o que é?

Efeitos colaterais da Sibutramina e Orlistat

Os efeitos colaterais da utilização da Sibutramina são:

Aumento pressão, taquicardia,palpitações, vasodilatação, constipação, xerostomia, dor de cabeça, insônia, parestesia, lombalgia, náusea, dispepsia, sudorese, alteração do paladar, dismenorreia, alterações visuais.

-No caso do Orlistat, os efeitos adversos mais comuns são:

-Problemas gastrointestinais (91% dos casos);

-Problemas renais;

-Diarréia ou Incontinência fecal;

-Esteatorreia;

-Dor abdominal;

-Flatulência;

-Redução dos níveis das vitaminas lipossoluveis (A, D, E e K);

-Cefaléia.

Sempre consulte um médico especialista.

O site sibutraminabrasil.com.br é um espaço informativo de educação e divulgação sobre temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto de diagnósticos ou tratamentos, sem antes consultar um médico ou profissional de saúde habilitado.

Recomendados para você:

Comente (será moderado)