1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (978.700 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Sibutramina e Gravidez

Suspenda o uso de Sibutramina durante a gravidez. A orientação é da maioria dos profissionais da saúde, ginecologistas e obstetras. A orientação dos médicos é que se suspenda o uso do medicamento por falta de evidências consistentes sobre os efeitos durante a formação fetal.

Já que ninguém irá por em risco gestante e bebê para testar os resultados que poderiam implicar ou não, em possíveis malformações ou entre outras questões. Por isso, recomendam também a suspensão no período de amamentação.

Sibutramina e Gravidez

Sibutramina e Gravidez. Imagem:divulgação

Se você estava em tratamento com sibutramina e engravidou, não precisa se preocupar, não existem relatos de complicações, mas informe seu médico que ele irá lhe dar as recomendações necessárias.

Acesse e saiba mais informações: Posso tomar sibutramina na gravidez?

Sibutramina e gravidez conforme laboratório

A bula da sibutramina traz a informação: como não foram realizados estudos sobre o uso de cloridrato de sibutramina monoidratado em pacientes grávidas ou amamentando, o medicamento não deve ser usado durante a gravidez e a amamentação sem orientação médica.

Sibutramina e Gravidez

Sibutramina e Gravidez. Imagem:divulgação

Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informe seu médico se estiver amamentando.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ⇐

Neste caso é de inteira responsabilidade do médico suspender o uso da sibutramina e gravidez.  O uso deste fármaco gera tanta polêmica e discussão no Brasil e no mundo, inclusive alguns países proibiram a comercialização. No Brasil a venda é totalmente controlada, a venda só é permitida com a prescrição médica.

Sibutramina e Gravidez

Sibutramina e Gravidez. Imagem:divulgação

Acesse e saiba mais informações: Tomei sibutramina amamentando e agora?

Isso acontece, justamente por falta de estudos que comprovem os reais efeitos que o medicamento pode trazer aos pacientes. Inclusive a controvérsias do que causa e do que não causa. Ainda levará tempo para se chegar a uma conclusão mais específica. Enquanto isso, grávidas a lactantes fiquem longe deste remédio.

Até agora a lista de possíveis efeitos colaterais sibutramina mais comuns é: boca seca, náusea, elevação da pressão, taquicardia, tontura, desorientação, dores abdominais, sonolência, insônia, palpitações, dor de cabeça e sudorese.

Sempre procure um médico especialista para ingerir o medicamento Sibutramina.

Recomendados para você:

1 Comentário

  1. Boa Noite,

    Estou com dúvidas, estou tomando subitramina e minha esposa quer engravidar…isso pode causar um efeito colateral a minha esposa e o bebê?

    Grato,

    Rafael

Comente (será moderado)